Catadores de materiais recicláveis

Catadores de Materiais Recicláveis - Política Nacional de Resíduos Sólidos, Reciclagem, Florianópolis, Santa Catarina

Os catadores de materiais recicláveis, chamados também de classificadores, são grandes parceiros para a promoção da reciclagem. São trabalhadores que atuam há muitos anos, desde os tempos dos garrafeiros, com a coleta, classificação e destinação de resíduos, permitindo o seu retorno à cadeia produtiva. O trabalho desenvolvido por esses profissionais reduz os gastos públicos com o sistema de limpeza pública, aumenta a vida útil dos aterros sanitários, diminui a demanda por recursos naturais e fomenta a cadeia produtiva das indústrias recicladoras com geração de trabalho.

Em janeiro de 2007, foi sancionada a Lei nº 11.445 cujo Art. 57 modifica a lei de licitações e contratos – Lei 8666/93, ao prever a dispensa de licitação para associações ou cooperativas formadas exclusivamente por pessoas físicas de baixa renda reconhecidas pelo poder público como catadores de materiais recicláveis.

O Ministério do Meio Ambiente – MMA, em parceria com o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada – IPEA, está desenvolvendo o Programa de Pagamento Por Serviços Ambientais Urbanos. No primeiro momento, o Programa está sendo desenvolvido com foco na reciclagem e nos serviços prestados pelos catadores de materiais recicláveis. Nesse contexto, tem-se como objetivo: o desenvolvimento de metodologia para valoração dos serviços ambientais prestados pela reciclagem, como subsídio para formulação de políticas públicas e reduzir a volatilidade dos preços dos materiais recicláveis, com alcance social para os catadores.

Quando falamos em resíduos sólidos, estamos nos referindo a algo resultante de atividades de origem urbana, industrial, de serviços de saúde, rural, especial ou diferenciada. Esses materiais gerados nessas atividades são potencialmente matéria prima e/ou insumos para produção de novos produtos ou fonte de energia.

Ao segregarmos os resíduos estamos promovendo os primeiros passos para sua destinação adequada. Permitimos assim, várias frentes de oportunidades como: a reutilização; a reciclagem; o melhor valor agregado ao material a ser reciclado; a melhores condições de trabalho dos catadores ou classificadores dos materiais recicláveis; a compostagem; menor demanda da natureza; o aumento do tempo de vida dos aterros sanitários e o menor impacto ambiental quando da disposição final dos rejeitos.

 

Matéria retirada de http://www.mma.gov.br/cidades-sustentaveis/residuos-solidos/catadores-de-materiais-reciclaveis

Comments

comments